TRADIÇÃO: Marli Takeda apresenta exposição “Quimono em re-vista” em São Bernardo do Campo

A artista plástica Marli Takeda realizará a exposição “Quimono em re-vista” pela primeira vez na Pinacoteca de São Bernardo do Campo de 05 de março até 02 de abril, na grande São Paulo, em São Bernardo do Campo. A mostra traz um quimono doado à artista por sua avó paterna, e uma instalação com 3 tipos de quimonos desenhados através de adesivos com pinturas: Furisodê, Hikizuri e Uchikake. O quimono (em português) é uma vestimenta tradicional japonesa utilizada por mulheres, homens e crianças, o Kimono, que significa “coisa para vestir” (ki = “vestir” e mono = “coisa”), além de designar longos roupões, é um ícone da cultura japonesa. Com seus diferentes estilos e acessórios, vincula-se a toda uma tradição.

 

A artista plástica Marli Takeda: “Valor afetivo” (Foto: Luci Judice Yizima)

A artista plástica Marli Takeda: “Valor afetivo” (Foto: Luci Judice Yizima)

 

Em bate papo descontraído com a artista, Marli Takeda destaca a importância sentimental da exposição. “Essa mostra é de suma importância por ter um grande valor afetivo, pois ganhei um quimono da minha avó paterna”, conta. “Quimono em re-vista” é uma manifestação artística diferenciada, embora houvesse várias exposições a respeito do mesmo assunto, cada um tem a sua vivência particular e uma nova história para contar. Nessa mostra, foram construídos 3 quimonos diferentes com adesivos coloridos, e neles foram fixadas minhas pinturas”, define Takeda.

De acordo com a artista, a esta exposição traz três conjuntos de pinturas, geradas como continuidade de um trabalho com reaproveitamento de adesivos iniciado em 2011 e mostrado tanto no Brasil como no Japão. Segundo ela, a ideia da exposição de quimonos nasceu quando visitou o Japão em 2013, e os quimonos da sua avó. “O conjunto está inserido no progressivo interesse meu em aprofundar as minhas próprias raízes, num processo de pesquisa que revê e veste a própria história e a de todos. Já que, num país miscigenado como o Brasil, há um pouco de Japão em cada um de nós”, resgata Marli.

A mostra tem a curadoria e crítica de Oscar D’Ambrosio é doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Mackenzie e mestre em Artes pelo instituto de Artes da Unesp. Com apoio da Vidraçaria Absoluta e Secretaria Municipal de São Bernardo do Campo.

 

LUCI JUDICE YIZIMA

LUCI JUDICE YIZIMA

Jornalista e Fotógrafa
lucijornalismo@hotmail.com
LUCI JUDICE YIZIMA

Últimos posts por LUCI JUDICE YIZIMA (exibir todos)

     

     

     

    Exposição “Quimono em re-vista” de Marli Takeda

    Onde: Pinacoteca de São Bernardo do Campo – Rua Kara, 105 – Jardim do Mar – SBC – SP

    Quando: Abertura 05 de março, das 17h às 21h. Visitação até

    02 de abril – De Terça a Sábado das 10h às 18h. Às quintas das 10h às 21h.

    Entrada Gratuita

     

    Related Post

    KARAOKÊ: Com mais de 300 cantores, taikai de São C... Normalmente, os taikais anteriores aos grandes eventos, como o Paulistão ou Brasileirão, é que costumam atrair muitas inscrições de cantores, não os p...
    J-POP: Estrela japonesa do pop raspa a cabeça como...   A AKB48 é uma banda J-POP integrada por meninas jovens que devem respeitar uma regra muito estrita que as proíbe de manter relações sexuais....
    ESPECIAL/18º FESTIVAL DO JAPÃO: Miss Nikkey Brasil... Suzana Yosino Simões, paranaense da cidade de Londrina, 20 anos, estudante de direito na UEL (Universidade Estadual de Londrina) e maquiadora profissi...
    LITERATURA: Conto infantil com grou japonês explor... Com ilustrações autorais e uma viagem pelo universo das aves repleta de curiosidades, a designer Elle Pei lança neste sábado (3) seu primeiro livro, o...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *