TURISMO/IMIGRAÇÃO JAPONESA: ‘Circuito Japonês será o primeiro a ser lançado’, afirma secretário

 

No ano em que se comemoram os 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão e os 107 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, a presença japonesa no Estado de São Paulo deve virar roteiro turístico. A afirmação foi feita com exclusividade à reportagem do Jornal Nippak pelo secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Roberto de Lucena (PV-SP) no último dia 21, durante cerimônia de abertura da 10ª Festa do Ano Novo Chinês, na Praça da Liberdade, em São Paulo.

 

O secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Roberto de Lucena e Ka Wai Cheung (foto: Jiro Mochizuki)

O secretário de Turismo do Estado de São Paulo, Roberto de Lucena e Ka Wai Cheung (foto: Jiro Mochizuki)

 

“Estanos nos reunindo com representantes de entidades nipo-brasileiras para desenvolvermos o Circuito Japonês, que integrará o Circuito Étnico”, disse Lucena. “Por enquanto estamos em fase de conversas entre o corpo técnico da Secretaria de Turimos e as instituições que representam a comunidade japonesa”, revelou o secretário, acrescentando que a ideia é lançar o Circuito Étnico nos próximos três meses. “E o Circuito Japonês será o primeiro a ser lançado”, garantiu.

Segundo Lucena, a proposta é transformar a saga da imigração em São Paulo em um novo polo turístico do Estado, assim como já ocorre com outros circuitos, como o das Frutas, da Cultura Caipira e o Circuito Turístico Religioso, entre outros.

 

O deputado federal Willian Woo alimenta os leões da prosperidade (foto: Aldo Shiguti)

O deputado federal Willian Woo alimenta os leões da prosperidade (foto: Aldo Shiguti)

 

“Vamos mostrar as riquezas, as belezas e os valores daquilo que é o movimento, a ação, a organização e o trabalho da comunidade japonesa em todas as áreas de São Paulo”, antecipou Lucena, destacando que a contribuição japonesa ocorreu inicialmente na agricultura e depois estendeu-se para para outras áreas, como na floricultura. “A presença japonesa no Estado de São Paulo se expandiu também para a tecnlogia e a cultura. Então, é importante e imprescindível o registro desta contribuição que a comunidade japonesa tem dado para o desenvolvimento Estado de São Paulo”, disse o secretário, afirmando ser um “grande desafio” assumir a Secretaria de Turismo, “a partir, inclusive, da perspectiva do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que identificou no turismo o grande vetor de fomento da economia criativa para o futuro”.

 

Aurélio Nomura também participou da cerimônia da prosperidade (foto: Aldo Shiguti)

Aurélio Nomura também participou da cerimônia da prosperidade (foto: Aldo Shiguti)

 

“Recebemos a designação do governador de trabalhar nessa direção, isto é, desenvolvendo políticas de governo, políticas de Estado para apoiar, incentivar e fomentar o turismo. E para que essa empreitada tenha sucesso é necessário trabalharmos cada vez mais no sentido de estreitarmos os laços entre São Paulo e os povos que constroem São Paulo, que fazem parte da alma do Estado de São Paulo”, enfatizou Roberto de Lucena.

 

O presidente da JCI Brasil-China, Ka Wai Cheung (foto: Aldo Shiguti)

O presidente da JCI Brasil-China, Ka Wai Cheung (foto: Aldo Shiguti)

 

Ano Novo Chinês – A 10ª Festa do Ano Novo Chinês, realizada nos dias 21 e 22, na Praça da Liberdade, atraiu milhares de pessoas ao Bairro Oriental. Segundo o presidente da JCI Brasil-China e coordenador da festa, Ka Wai Cheung, este ano a presença de público superou os anos anteriores. “Calculamos entre 180 e 200 mil o número de pessoas que passaram pela Praça da Liberdade nos dois dias de evento”, disse Cheung, afirmando que as atrações – algumas inéditas como a exposição A cultura chinesa e sua influência em nosso país, o Espaço Família e a dança de troca de máscaras – e o tempo ajudaram.

“Atingimos nosso objetivo que era apresentar um pouco da cultura chinesa aos brasileiros, além de manter viva a tradição de nosso país entre os chineses e seus descendentes que moram no Brasil”, explicou Cheung, acrescentando que “um de nossos diferenciais é envolvermos a participação de outras comunidades, como a japonesa”. “Agradeço a participação dos voluntários chineses, brasileiros e dos nikkeis, em especial dos jovens. Essa parceria deveria servir de exemplo para outros povos”, concluiu Ka Wai, antecipando que para o próximo ano o desafio será ainda maior. “Estamos muito felizes mas a ideia é fazermos um evento melhor a cada ano que passa”, disse.

 

Cerimônia da prosperidade foi um dos pontos altos da programaçao (foto: Aldo Shiguti)

Cerimônia da prosperidade foi um dos pontos altos da programaçao (foto: Aldo Shiguti)

 

Multicultural – Também presente ao evento, o vereador Aurélio Nomura (PSDB) parabenziou os organizadores da festa. Segundo ele, a comemoração do Ano Novo Chinês, “que a cada ano vem crescendo cada vez mais, além de proporcionar aos paulistanos um conhecimento maior da cultura chinesa, fortalece sobremaneira os laços de amizade entre esses dois povos em prol da paz e fraternidade entre os homens”.

Já o deputado federal William Woo (PV-SP) enfatizou que a festa demonstra que São Paulo “é uma cidade multicultural, multirracial e que os povos se unem no bairro mais importante para os asiático no Brasil, a Liberdade”, disse Woo, que desejou um “feliz Ano da Cabra com muita sabedoria e segurança”.

 

No sábado, presença de público superou todas as expectativas (foto: Aldo Shiguti)

No sábado, presença de público superou todas as expectativas (foto: Aldo Shiguti)

 

Também estiveram presentes à cerimônia de abertura da 10ª Festa do Ano Novo Chinês a deputada federal Keiko Ota (PSB-SP), o vereador George Hato (PMDB), o secretário-ajunto da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania, Rogério Sottili, o Chefe de Gabinete da Subprefeitura da Sé, Gilmar Tadeu Alves, a presidente da Associação Chinesa do Brasil, Heida Li e diretor superintendente do Escritório Econômico e Cultural de Taipei em São Paulo, Fernando Wang, entre outros.

(Aldo Shiguti)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *