UM NOVO OLHAR SOBRE O JAPÃO: Aos poucos, Japan House São Paulo começa ganhar forma e conteúdo

Iniciativa do governo japonês que pretende trazer a São Paulo “um novo olhar sobre o Japão contemporâneo”, a Japan House, aos poucos, começa ganhar forma e também conteúdo. Na última sexta-feira (10), o conceituado designer japonês e produtor executivo, Kenya Hara, responsável pelo conceito das três unidades da Japan House no mundo – além da capital paulista, Londres e Los Angeles foram as outras metrópoles selecionadas pelo governo japonês para receber as instalações – atendeu a imprensa nipo-brasileira para falar um pouco mais sobre a idealização deste projeto inovador, orçado em US$ 30 milhões  – até 2019,  bem como sua implantação em plena Avenida Paulista.

 

Kenya Hara com o cônsul Takahiro Nakamae, a presidente da Japan House SP, Ângela Hirata e representante do Ministério dos Negócios Estrangeiros do Japão, Naoto Nakahara. Foto: Jiro Mochizuki

 

Kenya Hara esteve no Brasil na mesma semana que outro importante nome ligado ao projeto, o arquiteto japonês Kengo Kuma (conforme matéria publicada na edição passada do Jornal Nippak), veio ao país para visitar a obra, em especial, a fachada.

Foi a primeira visita de Hara ao Brasil desde a apresentação do projeto, em março de 2016, na Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo). Foi também seu primeiro contato com a fachada assinada por Kuma. E pelo jeito, aprovou. Segundo Hara, a obra expressa bem o que será a Japan House, uma instalação que pretende valorizar a tradição e, ao mesmo tempo, a tecnologia.

 

Conceitos – “Acredito que este seja o conceito do Japão moderno”, disse Hara, acrescentando que até hoje a imagem que as pessoas tem do país nipônico remete ao Monte Fuji e ao quimono. A proposta da Japan House, explica, é também trazer para os visitantes o Japão que ficou conhecido pelos serviços. Ou seja, mostrar que existem outras formas de se ver o Japão e que cada aspecto tem suas próprias características.

 

Hara é o responsável pelo
conceito das Japan House. Foto: Jiro Mochizuki

 

Bambu – Para cumprir sua missão, a Japan House terá um portfólio variado de atividades. Segundo Hara, os conceitos serão os mesmo nas três instalações e terão como principais características um espaço para exposições, um restaurante e uma biblioteca.

Sobre as exposições, Hara revelou que a ideia é promover um rodízio entre artistas japoneses e locais. Em relação às mostras dos artistas japoneses, serão selecionados três para expor durante o ano nas três unidades. O tema que abrirá a série será o bambu, considerado pelos japoneses símbolo de resistência e presente em diversas formas de artes. “Não só como material utilizado no artesanato mas também sua utilização na arquitetura”, antecipou Hara.

Quanto ao restaurante, apesar de anunciado, o nome do chef Jun Sakamoto ainda está em negociação, bem como o do chef japonês Hasegawa, conforme explicou a presidente da Japan House SP, Ângela Hirata. De acordo com Hara, o restaurante não será um espaço para a “alta gastronomia, mas mais próximo à realidade da atual gastronomia no Japão”.

Sobre a biblioteca, o produtor explicou que o objetivo é criar um espaço para leitura sobre assuntos como arquitetura, turismo e culinária e, ao mesmo tempo, que o visitante possa saborear um café. Ou, em sua definição, um lugar onde as pessoas sintam prazer  em visitar.

De acordo com Hara, também estão sendo programadas várias ações de pré-abertura. Uma delas será uma exposição com o artista botânico Azuma Makoto, considerado um dos floristas mais respeitados do Japão. Ele deve fazer  uma exposição em abril, em local ainda a ser definido.

Também deve acontecer um concerto no Auditório do Parque do Ibirapuera, com a presença de um renomado artista japonês.

Ângela Hirata destacou ainda que o projeto vem conquistando apoio e cooperação da cidade de São Paulo. Como exemplo, citou a Praça Oswaldo Cruz, que deve ter parte de sua área incorporada ao projeto. A ideia é construir um jardim japonês no local.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

    Related Post

    BUNKYO/ELEIÇÃO: Com recusa de Jorge Yamashita, dir... Considerado o “candidato ideal” e que seria “consenso” entre os membros da diretoria do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistên...
    SOFTBOL: Seleção Brasileira Adulta conquista títul...   O softbol brasileiro está em festa. A seleção brasileira adulta sagrou-se campeã do 10º Campeonato Sul-americano de Softbol Feminino Adulto,...
    CULTURA: SESC REGISTRO PROMOVE WORKSHOP DE SHODO Participantes do Workshop de Shodo no Sesc de Registro. Foto: divulgação   O Sesc Registro promoveu, no último dia 7, o Workshop de Shodo ...
    ARUJÁ: Com ‘Circo das Flores’, 26ª edição da Expo ... A Aflord – Associação dos Floricultores da Região da Via Dutra – realiza neste fim de semana (19 e 20) e nos dias 26 e 27 de agosto e 2 e 3 de setembr...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *