UNDOKAI: Comunidade nipo-brasileira de São José dos Campos celebra tradicional undokai

O Undokai, tradicional festa esportiva japonesa, chegou à sexagésima edição em São José dos Campos, reunindo a comunidade nipo-brasileira da cidade. Realizada no dia 17 de julho pelo Clube Recreativo Orion, na sede da Assem em São José dos Campos, a gincana reuniu mais de 300 pessoas.

 

Tradicional gincana poliesportiva realizada em São José dos Campos reuniu cerca de 300 pessoas. Foto: divulgação

 

O presidente do Orion, Edson Susuki, disse que o Undokai celebra a integração entre nipo brasileiros e brasileiros. “Essa festa tem o objetivo de integrar a comunidade japonesa, simpatizantes e amigos. As provas não envolvem tecnologia, então saímos um pouco dessa era tecnológica para retornar às nossas raízes, com atividades típicas de décadas e que estão se perdendo”, disse Susuki.

Nesta edição, o Undokai teve sete horas de duração e 28 provas para pessoas de todas as idades.

A corrida foi a principal atividade esportiva do evento. Foram pelo menos 14 modalidades, como a corrida pulando cordas, levando milho no hashi, de caranguejo, pescaria, sacos, botas, entre outras. A maratona esportiva incluiu atividades como a corrida de gatinho, dança das cadeiras, o revezamento com pneus e o cabo de aço. Houve ainda uma apresentação de taekwondo.

O coordenador de campo do Undokai, Júlio Hayashi, participa do evento desde sua infância. Ele conta que as provas foram definidas de acordo com as atividades realizadas no Japão e se inspirou também nas festas do Undokai realizadas no interior de São Paulo.  “É um lazer para família toda participar. São provas não profissionais, mas brincadeiras que reúnem crianças, jovens e idosos”, disse Júlio.

No encontro recreativo, todos os participantes ganharam premiações simbólicas arrecadadas pela comunidade. “Ao longo de todos esses anos, o Undokai teve uma importância muito grande. A gente se torna família, vemos a integração e conhecemos novos amigos”, disse Júlio.

O secretário de Manutenção da cidade, Ricardo Minoru Iida, participa do Undokai há quase 40 anos. “Eu me lembro da tradicional corrida dos 100 metros. Era o melhor atrativo da festa, o mais disputado. Ganhar um brinde, como um caderno, era um grande troféu para gente”, disse.

Além da prática esportiva, Minoru destacou o trabalho em conjunto e o reencontro com os amigos. “Undokai é uma alegria, é família, é maravilhoso”, disse.

Além das brincadeiras, a festividade também contou com uma área de alimentação com pratos típicos da culinária japonesa como o karintô, o dorayaki e o bentô.

Com brincadeiras, esporte e gastronomia típica, o Undokai reforça os laços da comunidade nipo-brasileira em São José dos Campos e celebra valores como a amizade e o respeito às tradições.

 

Undokai une pais e filhos. Foto: divulgação

 

Tradição – Para os fundadores do Clube Orion, a gincana esportiva é um dia para celebrar a família e as amizades.

Co-fundador do clube Orion, Keigo Kikko, 73 anos, disse que a realização do Undokai é uma maneira de preservar a cultura japonesa. “Queremos conservar a cultura, a tradição e o respeito entre crianças e idosos”, disse.

Ele relembrou que, nas últimas seis décadas, a festa já foi realizada em diversos locais como o clube do CTA, a escola Marechal Rondon, no Monte Castelo, e a fazenda Sanefuji, onde permaneceu por mais de 40 anos. Recentemente, o local escolhido foi o clube de campo da Assem.

O trabalho em equipe é outro traço destacado. Todos se unem, com antecedência, para organizar os preparativos da festa. Contribuições financeiras são feitas por famílias nipo-brasileiras por meio do livro de ouro e depois são expostas para a comunidade.

“São essas contribuições antecipadas que garantem as despesas da festa e a compra das premiações. Um dos sócios visita todas as famílias com o livro de ouro”, disse Iwao Kikko, 75 anos, também co-fundador do Orion.

 

Foto: divulgação

 

Ele conta que o primeiro Undokai realizado em São José dos Campos celebrou o aniversário do imperador Hirohito. “O Undokai é um lazer de caráter nacional no Japão, comemorado no aniversário do imperador e na época em que florescem as cerejeiras. Essa festa tem um significado muito maior, porque agrega crianças e idosos”, disse.

Aos 71 anos, o vereador Walter Hayashi também destacou a importância do evento para a integração da comunidade nipo-brasileira. Natural de Garça, no interior de São Paulo, ele participa das festividades esportivas desde a sua infância. Prática que mantém até os dias de hoje com sua família.

“Na minha época, o Undokai era o grande evento da comunidade nipônica. Ele era esperado por todos, principalmente pelas crianças. Quem tinha dinheiro contribuía com brindes. Era o único divertimento que tínhamos. Essa confraternização durava uns 15 dias, porque começava com os preparativos”, disse. Ele relembra que as famílias contribuíam com lanches coletivos.

Para Walter, o Undokai está enraizado na colônia japonesa. “Essa festa foi, é e sempre será um evento que sempre irei amar”, concluiu.

 

Membros da Comissão Organizadora. Foto: divulgação

 

Ponte para o futuro – A juventude do clube Orion planeja  manter viva a tradição iniciada há seis décadas. O grupo Seinenkai, criado em 2007, tem como objetivo fomentar a cultura japonesa entre os mais jovens. Atualmente um grupo de 15 jovens, entre 12 e 25 anos, se dedica a manter as tradições. “ Somos o futuro do clube e queremos manter as tradições reunindo jovens e idosos”, disse o presidente do Seinenkai, Fernando Kunihiro.

 

 

 

Related Post

COMUNIDADE/POLÍTICA: Prefeita de Sete Barras, Nilc... Na última sexta-feira (27), foi realizada cerimônia do Prêmio Top Destaque para comemorar os 18 anos da Ordem dos Parlamentares do Estado de São Paulo...
IKEBANA E SHODO: Exposição de artes japonesas no F... O Consulado Geral do Japão no Rio de Janeiro, o Museu Histórico do Exército e Forte de Copacabana, o Instituto Cultural Brasil Japão e a Escola Seigue...
RIO 2016: A “Tocha Olímpica Rio 2016” traz muita i... As Olimpíadas Rio 2016 começou cedo para a dupla de publicitários Gustavo Chelles e Romy Hayashi que garantiram o pódio com a criação inovadora e arro...
ESGRIMA: ATLETA NIKKEI DO PROJETO ESGRIMA PARA TOD... O esgrimista Leandro Seini. Foto: divulgação O esgrimista Leandro Seini,15 anos, de Promissão (SP), disputará a Copa do Mundo Cadetes e Juvenil de...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *