VISITA DO PRÍNCIPE HERDEIRO: Em Brasília, representantes da comunidade nikkei exaltam encontro com o príncipe Naruhito

Apesar da pouquíssima repercussão da mídia brasileira para a visita do príncipe herdeiro do Japão, Naruhito, ao Brasil, a presença entre nós do primôgenito do imperador Akihito não passou despercebida da comunidade nipo-brasileira. Em especial para aqueles que tiveram o privilégio de vê-lo pessoalmente na Embaixada do  Japão, em Brasília, no domingo passado (18). Foram poucos minutos de conversa, mas que valeram a pena. Os “escolhidos”,  cerca de 50, foram divididos em 9 grupos e subdvididos por regiões: Distrito Federal, Sul do Brasil, São Paulo, São Paulo e Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro,  Nordeste, Belém, Manaus e o 9 e último formado por autoridades.

 

Comunidade nipo-brasileira exalta encontro com o príncipe Naruhito. Foto: NIkkey Shimbun / Kohei Osawa

 

De São Paulo, estiveram presentes, entre outros, a presidente do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) e da Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, Harumi Goya; o presidente do Comitê Executivo da Comissão, Yoshiharu Kikuchi; o presidente do Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil), Yasuo Yamada; o presidente do Enkyo (Beneficência Nipo-Brasileira de São Paulo), Akeo Yogui; o presidente da Fenivar (Federação das Entidades Nikkeis do Vale do Ribeira), Toshiaki Yamamura; o presidente do Conselho Deliberativo da Uces (União Cultural e Esportiva Sudoeste), Yasuhiro Fukuju; o presidente da Federação das Associações Nipo-Brasileiras da Noroeste (Setor 3) e presidente da Associação Cultural Nipo-Brasileira de Guaraçaí, Shoji Korin; o presidente da Associação Brasileira de Ex-Bolsistas do Gaimusho Kenshusei, Marcelo Hideshima; a presidente da JCI Brasil-Japão, Patricia Murakami; o gerente de operação da Japan House São Paulo, Claudio Kurita; o presidente da Asebex (Associação Brasileira de Ex-Bolsistas no Japão), Felipe Takashi Rios Hokama; o ministro aposentado do STJ, Massami Uyeda e o presidente do Ciate (Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador no Exterior), Masato Ninomiya, além dos deputados federais Walter Ihoshi (PSD-SP), Junji Abe (PSD-SP) e Keiko Ota (PSB-SP).

 

O príncipe herdeiro Naruhito, durante seu discurso no 8º Fórum Mundial da Água, em Brasília. Foto: NIkkey Shimbun / Kohei Osawa

 

 

110 anos – Harumi Goya, que integrou o grupo 3 – formado ainda por Kikuchi, Yamada, Yamamura, Fukuju, Yogui e Korin – disse que cada um teve oportunidade de falar com o príncipe, em japonês, por um minuto. “Foi basicamente uma autoapresentação”, disse a presidente do Bunkyo. “Disse  que o conheci há dez anos e que ele não havia mudado nada”, destacou Harumi, acrescentando que o príncipe respondeu com um sorriso. “Falei também sobre os 110 anos da imigração japonesa, de como a comunidade está mobilizada e animada para celebrar a data e que será uma honra receber alguém da família imperial e que gostaríamos que ele estivesse presente”, destacou Harumi, explicando que, na conversa com Kikuchi, o príncipe ficou curioso em saber a programação da cerimônia oficial dos 110 anos das imigração japonesa no Brasil, marcada para o dia 21 de julho, concomitantemente ao 21º Festival do Japão, que acontecerá nos dias 20, 21 e 22 de julho, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, em São Paulo. “O que mais me impressiona no príncipe é o fato de ele prestar atenção na conversa. Quando você está respondendo, ele não fica disperso e passa uma sensação de energia”, disse Harumi.

 

Trabalho importante – Mesma sensação que teve o presidente do Enkyo, Akeo Yogui. “Apesar de assumir o posto de imperador no ano que vem, ele mostrou a mesma serenidade e tranquilidade de 10 anos atrás, quando o conheci no Memorial  em Homenagem aos Imigrantes Pioneiros Falecidos, no Parque Ibirapuera. Para nós, saber que em 2019 ele será imperador pode dar um significado diferente, mas ele continua muito atencioso”, disse Yogui, explicando que tentou passar o máximo de informação sobre o trabalho do Enkyo.

“Ele quis saber o que o Enkyo fazia e quanto tempo eu estava lá. Disse que estava há mais de 14 anos mas que tinha assumido como presidente o ano passado e que o Enkyo atua nas áreas de assistência social e médica, mantendo hospitais e casas de repouso”, destacou Yogui, que comentou também com Naruhito sobre as dificuldades de se envelhecer no Brasil. Como resposta, foi elogiado pelo príncipe. “Ele disse que nosso trabalho é muito bonito”.

 

Políticos e representantes da comunidade nipo-brasileira. Foto: Facebook/ClaudioKurita

 

Bananas – Representando a Fenivar, Toshiaki Yamamura admitiu que ficou emocionado. “Apesar do tempo curto, ele cumprimentou um por um e fez perguntas individualmente. No meu caso, expliquei que no Vale do Ribeira moram cerca de 20 mil nikkeis e que a região produz, basicamente, bananas, além de sermos conhecidos como o berço da imigração japonesa”, afirmou Yamamura.

Emoção também sentiu o presidente da Associação Brasileira de Ex-Bolsistas do Gaimusho Kenshusei, Marcelo Hideshima. Segundo ele, foi um “privilégio” ter tido a oportunidade de conversar pela segunda vez com o príncipe Naruhito – a primeira foi em 2008. “Fui tomado pela emoção com um rápido filme que me passou naquele exato momento, lembrei dos meus avós e de todo o sacrifício que fizeram ao sair do Japão e ter uma vida nova no Brasil com muita dificuldade e superação. Por isso e por tudo, faz muito sentido se dedicar a comunidade nikkei e poder contribuir para a sociedade brasileira através dos valores da cultura japonesa”, destacou Hideshima.

 

Privilégio – Integrantes do último grupo, o 9, formado por autoridades e políticos, o deputado federal Luiz Nishimori, que preside a Comissão do Imin 110 no Paraná, disse que falou ao príncipe sobre os objetivos da celebração no Estado do Paraná, que é o de passar as novas gerações e também para a sociedade brasileira a cultura, a tradição e a educação japonesa.

Apesar do tempo escasso, o também deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP) destacou que o encontro foi “produtivo”. “Comentei com ele que tive o privilégio de encontrá-lo em 2008, no Brasil, e em 2009, no Japão, em companhia do então prefeito da cidade de São Paulo e atual ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab”, esclareceu Ihoshi, lembrando que, assumindo como imperador em 2019, “é possível que essa tenha sido a última oportunidade de encontrarmos com ele porque daqui para frente será cada vez mais difícil para nós”. “Enfim, foi um privilégio e uma honra muito grande para nós da comunidade nikkei encontrarmos o príncipe em Brasília”, destacou o parlamentar.

Em sua terceira visita ao Brasil – as duas anteriores foram em 1982 e em 2008 – Naruhito esteve no país – ele embarcou na terça-feira – para participar do 8º Fórum Mundial da Água, que prossegue até sexta-feira, 23, em Brasília.

 

O príncipe Naruhito durante visita à Embrapa Cerrados. Foto: Marcello Casal / Agência Brasil

 

Temer – Entre os compromissos oficiais, o príncipe herdeiro encontrou tempo em sua agenda para visitar a Embrapa Cerrados, a cerca de 35 quilômetros do centro de Brasília, para acompanhar o andamento dos projetos desenvolvidos. A visita foi um pedido pessoal de Naruhito, que já havia visitado o local em 1982.

A visita à Embrapa Cerrados, aliás, também foi tema de sua conervsa de 30 minutos com o presidente brasileiro Michel Temer (PMDB) no Palácio do Planalto. O príncipe destacou os resultados positivos da cooperação dos dois países na agronomia enquanto Temer lembrou de sua visita ao Japão em 2016.

 

União – Em seu discurso no 8º Fórum Mundial da Água, Naruhito, que até 2015 era presidente honorário do Painel Consultivo sobre Água e Saneamento do Secretariado-Geral da ONU, defendeu a união de vários setores para a resolução de problemas relacionados à água.

É a primeira vez que o Fórum Mundial da Água ocorre no Hemisfério Sul. O  evento, que reúne diversos chefes de Estado, tem como objetivo debater e conscientizar as pessoas sobre temas relacionados à água.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

     

    Related Post

    JAPÃO: Tornado atinge regiões de Saitama e Chiba   Um rastro de destruição foi deixado principalmente nas cidades de Koshigaya (Saitama) e Noda (Chiba)   Koshigaya - O número de ferido...
    GOLFE: Luiz Miyagi e Carla Ziliotto vencem o 43º C...   Os anfitriões Luiz Miyagi e Carla Ziliotto sagraram-se campeões scratch do 43º Campeonato Nikkey de Golfe do Brasil, neste último dia 17, no...
    JAPÃO EM SÃO BERNARDO DO CAMPO 34ª FESTA DA IMIGRAÇÃO JAPONESA DE SÃO BERNARDO DO CAMPO Dias 20 e 21/06/2015 Horário: 10h às 21h Onde: CENFORPE - S B do Campo/SP (Av. Dom J...
    SALTO: Tenor Kohdo Tanaka faz recital no dia 31 O tenor Kohdo Tanaka estará acompanhado de sua esposa, Hiroko (Foto: divulgação) O  consagrado tenor  Kohdo Tanaka e seus convidados apresentarão ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *