VISTO PARA YONSEI: ‘Devemos corresponder a vontade dos nikkeis que nutrem o desejo de vir trabalhar no Japão’, diz Abe

A Comissão de Orçamento da Câmara dos Representantes do Japão se reuniu na tarde do dia 28 de novembro e o deputado Mikio Shimoji – membro do partido Nippon Ishin no Kai, de Okinawa – ,  colocou novamente em pauta a concessão do chamado visto para yonsei (visto de longa permanência para os descendentes de japoneses da quarta geração), e o intercâmbio e bolsa de estudos para os descendentes da América do Sul, defendendo a necessidade de reforçar as relações com a sociedade nikkei – comunidade dos descendentes de japoneses fora do Japão. O primeiro-ministro Shinzo Abe prometeu tratar do assunto junto ao Ministério da Justiça do Japão para instituir esses regimes.

 

Deputado Mikio Shimoji falando durante a reunião da Comissão de Orçamento (vídeo transmitido pela
“TV da Câmara dos Representantes do Japão”). Foto: Reprodução

 

Shimoji fez referência à reunião anterior da Comissão, relembrando que “o primeiro-ministro mostrou forte consideração aos descendentes da quarta geração, mas o trabalho de instituição do regime não tem avançado no Ministério da Justiça”. O deputado japonês também fez menção à visita que realizou às comuinidade nikkeis do Peru e do Brasil – ele esteve em território brasileiro em  julho deste ano – quando participou de um evento no Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistêncisa Social) ao lado do deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP) com o intuito de colher opiniões da comunidade nikkei interessada no tema – e afirmou que “eles são japoneses como nós”. “A questão é importante”, disse Shimoji, que defendeu com veemência a necessidade do regime.

Falou também sobre o pequeno número de estudantes bolsistas originários da América do Sul: “Se pensarmos no número de descendentes japoneses existentes na América do Sul, a quantidade de vagas é pouca. Existem opiniões de que faltam candidatos para preencher o número de vagas existentes, mas talvez falte uma abordagem mais forte do Ministério das Relações Exteriores em relação aos nikkeis (descendentes de japoneses fora do Japão)”.

Dando o exemplo do Festival Mundial Uchinanchu, o deputado sugeriu abrir vagas voltadas a músicos descendentes. “Acredito que criar uma identificação mútua com a Sociedade Nikkei venha a ser importante para o futuro do Japão”, dando relevância à necessidade de reforçar os laços com a Sociedade Nikkei.

Por último, pediu um posicionamento do Primeiro-Ministro: “Estamos chegando a um momento crucial na definição de políticas em relação aos nikkeis. Cheguei a visitar o Japan House, mas devemos fazer uso de múltiplos recursos para nos comunicarmos com os nikkeis. Sem uma atitude do Primeiro-Ministro, estas questões não avançarão”.

 

Cobrança – Em resposta, o primeiro-ministro Shinzo Abe declarou que visitou vários descendentes, inclusive de terceira e quarta gerações, principalmente na América Latina. “Os nikkeis são nossos companheiros com quem compartilhamos a mesma pátria-mãe. Eles sentem orgulho de terem suas raízes no Japão, assim como uma forte admiração pela nossa nação. Acredito, sinceramente, que nós devemos corresponder à vontade dos nikkeis, que nutrem o desejo de vir e de trabalhar aqui no Japão”.

Na reunião anterior da Comissão de Orçamento, o primeiro-ministro Abe foi indagado pelo deputado Shimoji a respeito da proposta de lei de facilitação da entrada de descendentes da quarta geração e, na ocasião, Abe instruiu o ministro da Justiça a estudar a viabilidade da proposta.

Segundo Abe, o ministro declarou que a pasta estaria se esforçando “para criar um regime de capacitação de pessoas, tendo como alvo os descendentes de quarta geração, que assumam a função de ponte de ligação entre o Japão e as sociedades nikkeis de fora”. E emendou dizendo que intenciona “cobrar ainda mais o Ministério da Justiça”.

Diante da resposta do primeiro-ministro, o deputado Shimoji declarou: “A sociedade nikkei guarda muita expectativa em relação ao primeiro-ministro Abe. Desejo que o Governo adote diversos meios para atender ao anseio das comunidades”.

 

Coreia do Norte – Além deste tema, o deputado Shimoji também colocou em pauta as relações diplomáticas com a Coreia do Norte, a instituição da gratuidade do ensino, a questão da transferência da base militar de Futenma e a construção de uma grande instalação para eventos comerciais em Okinawa.

O deputado da Câmara dos Representantes do Japão, Mikio Shimoji, é membro do partido Nippon Ishin no Kai. Foi vice-ministro da Economia, Comércio e Indústria do primeiro Gabinete do Governo Koizumi e ministro encarregado especial (Prevenção de Desastres) da terceira reformulação de Gabinete do Governo Noda.

 

(Matéria traduzida do Nikkey Shimbun)

 

 

Related Post

SÃO PAULO/BAIRROS: AURÉLIO NOMURA CONVOCA AUDIÊNCI... A falta de planejamento foi o ponto central das discussões na Audiência Pública realizada no último dia 11, na Distrital Sudeste da Associação Comerci...
LEGISLAÇÃO: Dilma sanciona lei que permite o divór...   O texto, do deputado federal Walter Ihoshi (PSD/SP), foi publicado nesta quarta-feira no Diário Oficial da União (Foto: divulgação) A pa...
INTERCÂMBIO: Conferência consolida parceria entre ... O Hospital Santa Cruz realiza nesta sexta-feira (26), o 1st Hospital Santa Cruz International Conference and 9th Go Global Osaka University, realizado...
MEDICAMENTOS: ‘Meta é reduzir impostos de todos os...   Lançada em abril de 2013 no Congresso Nacional pelo deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP), a Frente Parlamentar para a Desoneração Tributá...

5 Comments

  1. Esperamos que venha sair mesmo em abril

    Espero poder também ir com meu esposo e filho

  2. Visto yonsei igual nissei sansei ter mesmo direito que eles

  3. Bom oque sabemos ate a presente data que determinou anteriormente e os requisitos exigidas é para yonsei que possuam sua faixa etária entre 18 a 30 anos,com visto fe ate 3 anos e também sera avaliadas o conhecimentos do nihongo , a renovação anual e cada renovação serão avaliada o conhecimento do nihongo com grau. mais elevadas, se esta determinação. Não for revogadas muitos yonseis perderão oportunidades das que estão fora da faixa etária acima mencionado.Torcemos para que o governo tomem uma medidas favoráveis aos yonseis, porque. Para os asiático s a partir de novembro corrente estenderam de 3 para 5 anos e não são descendentes.Boa Sorte a todos os yonseis.

  4. Hellen takahashi de oliveira says:

    Q isso seja resolvido da melhor maneura possivel e q tenhamos os msms direitos q todas as outras q Deus abencoe o Japan

  5. Eu sou nissei e até para fazer uma simples viagem tive muita dificuldade de conseguir visto. O Japao precisa mudar a mentalidade e vai perder a oportunidade de ter bons profissionais, pois outros países da Europa e até alguns asiaticos não exigem o conhecimento da lingua nativa e sim um certificado em inglês. As aulas são em inglês não significando que as pessoas não venham a aprender a língua do país. O Japão precisa mudar urgentemente. Isto não significa que queremos popular e ficar no país, afinal entendemos que não possuem mais espaço.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *