VISTO PARA YONSEI: ‘Devemos corresponder a vontade dos nikkeis que nutrem o desejo de vir trabalhar no Japão’, diz Abe

A Comissão de Orçamento da Câmara dos Representantes do Japão se reuniu na tarde do dia 28 de novembro e o deputado Mikio Shimoji – membro do partido Nippon Ishin no Kai, de Okinawa – ,  colocou novamente em pauta a concessão do chamado visto para yonsei (visto de longa permanência para os descendentes de japoneses da quarta geração), e o intercâmbio e bolsa de estudos para os descendentes da América do Sul, defendendo a necessidade de reforçar as relações com a sociedade nikkei – comunidade dos descendentes de japoneses fora do Japão. O primeiro-ministro Shinzo Abe prometeu tratar do assunto junto ao Ministério da Justiça do Japão para instituir esses regimes.

 

Deputado Mikio Shimoji falando durante a reunião da Comissão de Orçamento (vídeo transmitido pela
“TV da Câmara dos Representantes do Japão”). Foto: Reprodução

 

Shimoji fez referência à reunião anterior da Comissão, relembrando que “o primeiro-ministro mostrou forte consideração aos descendentes da quarta geração, mas o trabalho de instituição do regime não tem avançado no Ministério da Justiça”. O deputado japonês também fez menção à visita que realizou às comuinidade nikkeis do Peru e do Brasil – ele esteve em território brasileiro em  julho deste ano – quando participou de um evento no Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistêncisa Social) ao lado do deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP) com o intuito de colher opiniões da comunidade nikkei interessada no tema – e afirmou que “eles são japoneses como nós”. “A questão é importante”, disse Shimoji, que defendeu com veemência a necessidade do regime.

Falou também sobre o pequeno número de estudantes bolsistas originários da América do Sul: “Se pensarmos no número de descendentes japoneses existentes na América do Sul, a quantidade de vagas é pouca. Existem opiniões de que faltam candidatos para preencher o número de vagas existentes, mas talvez falte uma abordagem mais forte do Ministério das Relações Exteriores em relação aos nikkeis (descendentes de japoneses fora do Japão)”.

Dando o exemplo do Festival Mundial Uchinanchu, o deputado sugeriu abrir vagas voltadas a músicos descendentes. “Acredito que criar uma identificação mútua com a Sociedade Nikkei venha a ser importante para o futuro do Japão”, dando relevância à necessidade de reforçar os laços com a Sociedade Nikkei.

Por último, pediu um posicionamento do Primeiro-Ministro: “Estamos chegando a um momento crucial na definição de políticas em relação aos nikkeis. Cheguei a visitar o Japan House, mas devemos fazer uso de múltiplos recursos para nos comunicarmos com os nikkeis. Sem uma atitude do Primeiro-Ministro, estas questões não avançarão”.

 

Cobrança – Em resposta, o primeiro-ministro Shinzo Abe declarou que visitou vários descendentes, inclusive de terceira e quarta gerações, principalmente na América Latina. “Os nikkeis são nossos companheiros com quem compartilhamos a mesma pátria-mãe. Eles sentem orgulho de terem suas raízes no Japão, assim como uma forte admiração pela nossa nação. Acredito, sinceramente, que nós devemos corresponder à vontade dos nikkeis, que nutrem o desejo de vir e de trabalhar aqui no Japão”.

Na reunião anterior da Comissão de Orçamento, o primeiro-ministro Abe foi indagado pelo deputado Shimoji a respeito da proposta de lei de facilitação da entrada de descendentes da quarta geração e, na ocasião, Abe instruiu o ministro da Justiça a estudar a viabilidade da proposta.

Segundo Abe, o ministro declarou que a pasta estaria se esforçando “para criar um regime de capacitação de pessoas, tendo como alvo os descendentes de quarta geração, que assumam a função de ponte de ligação entre o Japão e as sociedades nikkeis de fora”. E emendou dizendo que intenciona “cobrar ainda mais o Ministério da Justiça”.

Diante da resposta do primeiro-ministro, o deputado Shimoji declarou: “A sociedade nikkei guarda muita expectativa em relação ao primeiro-ministro Abe. Desejo que o Governo adote diversos meios para atender ao anseio das comunidades”.

 

Coreia do Norte – Além deste tema, o deputado Shimoji também colocou em pauta as relações diplomáticas com a Coreia do Norte, a instituição da gratuidade do ensino, a questão da transferência da base militar de Futenma e a construção de uma grande instalação para eventos comerciais em Okinawa.

O deputado da Câmara dos Representantes do Japão, Mikio Shimoji, é membro do partido Nippon Ishin no Kai. Foi vice-ministro da Economia, Comércio e Indústria do primeiro Gabinete do Governo Koizumi e ministro encarregado especial (Prevenção de Desastres) da terceira reformulação de Gabinete do Governo Noda.

 

(Matéria traduzida do Nikkey Shimbun)

 

 

Related Post

109 ANOS DA IMIGRAÇÃO/ESPECIAL: Sessão Solene na C... Como acontece desde 2013, políticos nikkeis se unem mais uma vez para celebrar os 109 Anos da Imigração Japonesa no Brasil. Realizado em conjunto pelo...
VISTO PARA YONSEI: Ministério da Justiça do Japão ... Reivindicação antiga dos descendentes de japoneses da quarta geração, os chamados yonseis, o tão sonhado visto de longa permanência no Japão ganhou um...
SOCIAL: O evento “Mulheres que mais fazem por São ... HOMENAGEM: Realizado no último dia 24, na sede da Sociedade Cultural e Esportiva União Nipo-Brasileira da Vila Ré, o evento “Mulheres que mais fazem p...
SILVIA IN TOKYO: TORRES SE VESTEM PARA AS OLIMPÍAD... A TOKYO SKY TREE E A TORRE DE TOKYO VÃO ESTAR COM ILUMINAÇÕES ESPECIAIS DURANTE AS OLIMPÍADAS DO RIO   Tokyo Sky Tree em tom dourado e nas c...

5 Comments

  1. Esperamos que venha sair mesmo em abril

    Espero poder também ir com meu esposo e filho

  2. Visto yonsei igual nissei sansei ter mesmo direito que eles

  3. Bom oque sabemos ate a presente data que determinou anteriormente e os requisitos exigidas é para yonsei que possuam sua faixa etária entre 18 a 30 anos,com visto fe ate 3 anos e também sera avaliadas o conhecimentos do nihongo , a renovação anual e cada renovação serão avaliada o conhecimento do nihongo com grau. mais elevadas, se esta determinação. Não for revogadas muitos yonseis perderão oportunidades das que estão fora da faixa etária acima mencionado.Torcemos para que o governo tomem uma medidas favoráveis aos yonseis, porque. Para os asiático s a partir de novembro corrente estenderam de 3 para 5 anos e não são descendentes.Boa Sorte a todos os yonseis.

  4. Hellen takahashi de oliveira says:

    Q isso seja resolvido da melhor maneura possivel e q tenhamos os msms direitos q todas as outras q Deus abencoe o Japan

  5. Eu sou nissei e até para fazer uma simples viagem tive muita dificuldade de conseguir visto. O Japao precisa mudar a mentalidade e vai perder a oportunidade de ter bons profissionais, pois outros países da Europa e até alguns asiaticos não exigem o conhecimento da lingua nativa e sim um certificado em inglês. As aulas são em inglês não significando que as pessoas não venham a aprender a língua do país. O Japão precisa mudar urgentemente. Isto não significa que queremos popular e ficar no país, afinal entendemos que não possuem mais espaço.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *