VISTO PARA YONSEI: PARA IHOSHI, MOMENTO É DE ‘PACIÊNCIA’: ‘GOVERNO JAPONÊS AINDA BUSCA CONSENSO’

A novela sobre a concessão de visto para yonseis – descendentes da quarta geração – ganhou novos capítulos depois da visita do deputado japonês Mikio Shimoji ao Brasil e com a publicação, nesta segunda-feira (31) de uma matéria no jornal Yomiuri informando que o Ministério da Justiça do Japão poderá liberar o Working Holiday sim, mas com restrições que caíram como uma ducha de água fria para os filhos de sanseis residentes no Brasil e que sonham com a possibilidade de trabalhar e, em alguns casos – como na reportagem do Jornal Nippak – poder reencontrar a família.

Entre as restrições que deixaram os yonseis desapontados, está o tempo de permanência no Japão – que seria de um e não mais de três anos – a exigência do domínio do idioma – e não mais a possibilidade de aprender durante a estadia no país – o limite de idade – até 30 anos ao invés de sem restrições – e a impossibilidade de levar o cônjuge – que na proposta de Mikio Shimoji ainda estaria em estudo.

O próprio Mikio Shimoji – que esteve no Brasil acompanhado de seus colegas do partido Nippon Ishin no Kai Takayuki Shimizu e Toyofumi Yoshida – para dar a palestra “A comunidade nikkei e o novo papel da quarta geração”, no Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), postou logo em seguida em sua página no Facebook um comunicado contrariando o Yomiuri.

 

Deputado Walter Ihoshi, que participou da palestra com o parlamentar japonês no Bunkyo. Foto: divulgação

 

Consenso – Os desencontros geraram muita confusão nas redes sociais e o assunto foi bastante comentado. Diante da situação, o deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP), que defende e apoia a causa dos yonseis no Brasil, voltou a pedir paciência.

“Na verdade, essa informação do Ministério da Justiça divulgada pelo Yomiuri Shimbun, pegou a todos de surpresa, principalmente nós que participamos da palestra no Bunkyo. Trata-se de uma informação conflitante com a que foi passada pelo deputado Mikio Shimoji, que apresentou outra proposta”, disse Ihoshi, acrescentando que esses desencontros mostram, justamente, que o governo japonês ainda está buscando o consenso.

“O Ministério da Justiça do Japão mostrou um posionamento mais rígido enquanto os políticos japoneses apresentaram um desejo”, explicou o parlamentar, que apóia a campanha lançada pelas cinco principais entidades nipo-brasileiras – Bunkyo, Enkyo, Kenren, Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil e Aliança Cultural Brasil-Japão, além do Ciate (Centro de Informação e Apoio ao Trabalhador no Exterior) e havia colocado como meta para se obter uma solução o ano de 2018, quando a comunidade comemora os 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil.

“De qualquer forma, vamos aguardar uma confirmação oficial. Independente disso, continuo acompanhando a apoiando essa mobilização dos yonseis, para que possam efetivamente exercer esse direito de trabalhar e estudar no Japão, fortalecendo os laços entre os dois países”, destacou Ihoshi, afirmando que, do seu lado, vai tentar buscar o diálogo, “sempre através do Parlamento, que é o nosso primeiro canal de acesso junto ao governo japonês”. “Vamos esperar que o novo cônsul geral do Japão em São Paulo e o novo embaixador do Japão no Brasil tomem posse para que possamos iniciar uma conversa”, explicou o deputado, afirmando que, “quando o projeto chegar teremos muito trabalho pela frente”.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    RIO DE JANEIRO: 42º KEIROOKAI DA RENMEI REVERENCIA... Realizado no último dia 18, o 42º Keirookai da Renmei-Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira do Estado do Rio de Janeiro homenageou os mais v...
    COMUNIDADE: CÔNSUL TAKAHIRO NAKAMAE PLANTA MUDA DE... Na manhã do último sábado, 17, o cônsul geral do Japão em São Paulo, Takahiro Nakamae, acompanhado de Angela Tamiko Hirata, diretora executiva da Japa...
    COMUNIDADE: Hélio Nishimoto homenageia empresário ... Em ato solene realizado no dia 29 de abril, no auditório Paulo Kobayashi, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, o deputado Hélio Nishimoto...
    TAIKÔ: ABT realiza 1º Simpósio para dar uma ‘diret... Acontece no dia 19 de novembro, das 8 às 18 horas, no Salão Nobre do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), o 1º S...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *