ATLETISMO: Correndo, casal nikkei realiza sonho de conhecer o Japão

Nilton e Naoko Kuriyama embarcam em abril para o Japão (foto: divulgação)

Casal que treina separado, compete junto. Há praticamente nove anos, essa tem sido a rotina quase que diária do casal Naoko, de 48 anos, e Nilton Kuriyama, de 51. Apaixonados por corridas de longa distância, eles escolheram a ultramaratona como estilo de vida. E o mais surpreendente é que, no caso de Naoko – que já é avó –, o interesse pela corrida surgiu em 2005, quando tinha 40 anos de idade.

Formada em Educação Física, Naoko contou, inicialmente, com a ajuda do marido, educador físico, nascido em 29 de outubro de 1962, na cidade de Guaiçara, interior de São Paulo. Nilton descobriu seu talento para a corrida através das lutas marciais, em especial o caratê. Faixa preta 3º dan, ele usava a corrida nos treinamentos como aquecimento, mas sentia muito mais do que prazer, tornando-se um estímulo para a prática do esporte.

O condicionamento físico, o equilíbrio psicológico e a disciplina adquiridos no caratê foram fundamentais para realizar e vencer competições mais difíceis, como as ultramaratonas. Até então, Nilton participava de corridas mais por diversão. “Ele já treinava e competia, mas tomou gosto mesmo pela coisa depois que comecei a praticar”, conta Naoko, lembrando que recebeu as primeiras orientações do marido.

O tempo, no entanto, ensinou uma importante lição. “Treinávamos juntos, mas optamos por treinar separados porque cada um tem seu ritmo”, explica Naoko, acrescentando que o marido é mais rápido. “Em contrapartida, sou mais resistente”, destaca.

 

Naoko e Nilton treinam separados, mas competem juntos (foto: divulgação)

Títulos – Mãe de três filhos – Maurício, de 31 anos, Priscila, de 29, e Eduardo, de 28, Naoko conta que sua formação física foi crucial para que a adaptação para a corrida fosse extremamente rápida. Tanto que, com apenas quatro meses de treino já estava disputando sua primeira São Silvestre, cujo percurso é de15 km.  A estreia em maratonas, de42 km, aconteceu com dez meses de treino, com o tempo de 4h04min. E de lá para cá não parou mais. De correr nem de colecionar títulos.

Em 2010, foi campeã da Ultra Maratona Arraial do Cabo-RJ (66 km) e da Ultra Maratona do Pico da Bandeira-MG (186 km), provas em que o marido ficou em segundo lugar. Em 2011, venceu a Ultramarathon Internacional 24Hs Run de Campinas, com percurso de171 km. “A paisagem compensou qualquer sacrifício”, lembra.

 

Sem dormir – Para Naoko, a Patagônia Run (Argentina), prova de100 km que ela e o marido disputaram em 2013, foi, até hoje, a de melhor nível técnico. Na ocasião, ela ficou em 6° no geral entre as mulheres e em 1° por categoria de idade. Já “a mais sofrida” foi a 5ª Ultramaratona de 24H Corpore/Fuzileiros Navais (RJ), em 2012. E a mais longa foi a Ultramaratona dos Anjos (MG), realizada em 2012, com percurso de235 km.

“Foram duas noites sem dormir. Tem horas que você começa a delirar”, conta Naoko, acrescentando que ela e o marido treinam “dia sim, outro também”. “Acordo às 4h e após colocar gelo em meus joelhos saio às 5hs da manhã para treinar nas ruas, sozinha. Às vezes, treinamos em dois turnos, manhã e tarde, totalizando15 a20 kmdiários e no fim de semana fazemos o ‘longão’, de40 a80 km. Quando estamos muito cansados, damos um off!, mas geralmente corremos leve e pouco,10 km, só pra soltar”, diz, rindo.

 

Monte Fuji – E o próximo desafio já está traçado. No dia 18 de abril, Naoko e Nilton Kuriyama estarão embarcando com destino ao Japão para participar de uma das mais difíceis corridas de Ultramaratona do mundo, a UTMF (Ultra Trail Monte Fuji), com168 km em torno do Monte Fuji. A prova, que acontece no dia 25 de abril, faz parte da UTWT (Ultra Trail World Tour), um circuito mundial com 10 provas espalhadas nos cinco continentes, as mais difíceis e cobiçadas do mundo. Dos 1.200 inscritos, 221 são mulheres. Do Brasil, participarão apenas cinco homens brasileiros e somente Naoko de mulher.

“Esperava chegar entre o 5° e o 10° lugares, mas por conta de uma lesão que tive no início deste ano – uma pré fratura por stress – também estou na expectativa. Minha meta agora é terminar, e bem, curtir a paisagem e absorver o máximo de energia da natureza, que é de onde tiro forças. Correr na terra de nossos pais e conhecer um pouco de sua cultura será uma honra e a realização de um sonho”, diz Naoko, lembrando que teve uma recuperação excepcional. “Os médicos me disseram que não conseguiria correr por um a dois a 2 meses, mas graças à minha condição física, voltei aos treinos dez dias depois”.

 

Casal prefere competições que destacam as paisagens como cenário (foto: divulgação)

 

 

Entre as melhores – Para Naoko, que está entre as cinco melhores ultramaratonistas do Brasil, parar não é uma palavra que consta de seu dicionário. “Pretendo continuar correndo até onde der”, afirma ela, afirmando que “estamos batalhando por um patrocínio, coisa que no nosso país isso é muito difícil, quase um sonho”.

“Felizmente temos o apoio de algumas pessoas e empresas que acreditam no nosso potencial , apoiam o esporte amador e nos vêem como ultra atletas, exemplos de saúde, determinação, superação e ao mesmo tempo pessoas comuns capazes de fazer pessoas também comuns acreditarem que podem”, destaca Naoko, que agradece ao apoio de Marcelo Vieira (diretor da Triex), Reinaldo Silva (da Speed Truck Transportes), Eduardo Oliveira (do Studio Matre), Roberto Afonso (Calçados Becker) e todos nossos amigos e alunos que ficam na torcida”.

(Aldo Shiguti)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

TÊNIS DE MESA: Erick Higa é bronze nos Jogos Parap... Estreantes em Jogos Parapan-Americanos, Erick Higa e Diego Moreira ajudaram a fazer história conquistando duas medalhas de bronze no torneio individua...
CERÂMICA: 1º Festival do Casarão do Chá reúne 39 a...   A Associação Casarão do Chá realiza neste domingo (3), das 10 às 17h, no Casarão do Chá, em Mogi das Cruzes (SP), a 1ª edição do Festival de...
XVIII CAJINA – COMPETIÇÃO ADULTO JUVENIL INFANTIL ... Onde: Complexo de Excelência em Atletismo Professor Oswaldo Terra da Silva (Av. Tiradentes 1863, Vila Tanque, São Bernardo do Campo/SP) Dia 27/03/2...
EVENTO: 12ª Festa Junina com Boi no Rolete da Kibo...   A tradicional Festa Junina da Sociedade Beneficente Casa Esperança - Kibo-No-Iê realiza no dia 01 de junho, das 10h às 17h, com abertura da ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *