EMPREENDEDORISMO: Em seminário, Ihoshi destaca resultado positivo das micro e pequenas empresas

Durante participação no Seminário Regional do Supersimples realizado na semana passada na Assembleia Legislativa de São Paulo, o deputado federal Walter Ihoshi (PSD/SP) destacou a importância das micro e pequenas empresas para a economia brasileira. “Apesar dos ajustes que estão sendo feitos para reequilibrar as contas públicas, estamos discutindo os resultados positivos do empreendedorismo na economia, pois são os microempreendedores que continuam gerando riqueza e empregos no nosso país”.

 

resized_07-SEMINÁRIO SUPERSIMPLES SP

Ihoshi: “São os microempreendedores que geram empregos” (Foto: divulgação)

 

Presente também no evento, o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos, disse que considera mais adequado aguardar a aprovação do ajuste fiscal no Congresso para votar o PLP 025/2007 que prevê mudanças na tabela do Simples Nacional, conhecido como Supersimples. À este projeto, está vinculado o PL 448/14 que aumenta o teto de faturamento das empresas que podem aderir ao Simples de R$ R$ 3,6 milhões por ano para R$ 7,4 milhões nos setores de comércio e serviços. Já para a indústria, esse limite sobe R$ 14,4 milhões.

Na avaliação do ministro, a falta de consenso em torno do ajuste pode prejudicar a aprovação da revisão dos valores de faturamento e das faixas de tributação. “Aguardamos ansiosamente passar esse momento da aprovação do ajuste fiscal. Ajuste não é política de governo, é necessidade de equilibrar as contas. Ele cria um problema agora, recessão, para depois voltar a crescer”.

Ihoshi, que é vice-presidente da Frente Parlamentar Mista das Micro e Pequenas Empresas no Congresso, destacou que o corte que será feito no Orçamento de 2015 de R$ 69,9 bilhões – o maior contingencimento de recursos da história – anunciado pelo governo federal vai afetar muitas áreas e, também, o setor produtivo.

Segundo dados apresentados, entre 2004 e 2014, as micro e pequenas empresas foram responsáveis pela criação de mais de R$ 3 milhões de empregos, enquanto nas grandes companhias houve perda de 240 mil postos de trabalho, no mesmo período.

O deputado Ihoshi ainda ressaltou que a aprovação do projeto de lei é uma grande chance de reverter a situação de insegurança e de pessimismo que aflige os empreendedores. “Aprovarmos esse projeto que com certeza vai fazer com que o microempreendedor não tenha mais medo de crescer”, finalizou.

 

 

 

Related Post

BENEFICENTE: 36ª edição da Festa do Verde espera ...   A Festa do Verde, que este chega a sua 36ª edição neste fim de semana (27 e 28), na sede da Sociedade Beneficente Casa da Esperança “Kibô-no...
POLÍTICA: Deputados nikkeis ‘reinstalam’ atividade... Quatro dos cinco deputados parlamentares que compõem a bancada nikkei na Câmara dos Deputados, se reuniram no último dia 11 na Comissão de Relações Ex...
CAMPO GRANDE/MS: Associação Okinawa de Campo Gran... Associação Okinawa de Campo Grande lançou, no dia 20 de fevereiro, em sua sede, na capital sul matogrossense, o livro “Terra da Esperança – Kibo no Da...
EMPRESAS: Sindilojas de SP promove homenagens para...   A Festa Dia do Comerciante supera expectativas, promove um dos encontros empresariais mais dinâmicos do setor nos últimos anos e reacend...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *