MODA: Desfile de moda e palestras da grife matohu

 

A Fundação Japão, em parceria com a Embaixada do Japão no Brasil e o Consulado Geral do Japão no Rio de Janeiro, trazem ao Brasil os estilistas da grife matohu, HIROYUKI HORIHATA e MAKIKO SEKIGUCHI, que apresentaram suas criações no desfile da Capital Fashion Week em Brasília, na quarta (dia 15). Hoje (17), os estilistas realizam uma palestra e um workshop no SENAI/CETIQT no Rio de Janeiro; e no dia 20  (segunda), às 13 horas, uma palestra no IED em São Paulo.

 

Hiroyuki Horihata e Makimo Sekiguchi (foto: divulgação)

 

 

 

 

No desfile, é apresentada a coleção Primavera/Verão da matohu, e nas palestras, serão abordados temas como tecidos, tingimentos e ornamentos do Japão, que são considerados como artes tradicionais japonesas, e também, sobre o transbordante senso estético que pode ser apreciado no design das roupas confeccionadas pelos estilistas.

Em São Paulo, a palestra acontece em parceria com o IED e com inscrições antecipadas por e-mail. Vagas limitadas.

 

 

 

 

 

 

Perfil dos estilistas da grife matohu

 

 

Após se formarem, HIROYUKI HORIHATA, no curso de pós-graduação em filosofia da Universidade de Doshisha, e MAKIKO SEKIGUCHI, no curso de direito político da Universidade de Kyorin, cursaram juntos design de moda na escola Bunka Fashion College.

Em 1998, HORIHATA começa a trabalhar na COMME des GARÇONS, de Rei Kawakubo, e SEKIGUCHI com Yohji Yamamoto. Após cinco anos em seus respectivos trabalhos, ambos se mudam para Londres, onde participam juntos das coleções do estilista turco Bora Aksu.

 

 

 

 

 

 

Retornam a Tóquio em 2005, e já no mês de março lançam a grife matohu, com a coleção Outono/Inverno, e exatamente um ano depois estreiam no Fashion Week de Tóquio. Em 2009, ganham o “Prêmio Revelação” do Grande Prêmio do Mainichi Fashion e também o “Prêmio Incentivo” num evento realizado pela Shiseido.

 

 

 

 

 

 

 

Sobre a matohu

 

O conceito da grife é a “criação de novas peças de vestuário que perpetuem o senso estético japonês” por meio de um corte padrão e tecidos próprios, resultando num estilo original, nem japonês e nem ocidental.

A palavra “matohu” é ambígua, agrega tanto o sentido de “vestir” como o de “esperar”, com a ideia de que é necessário esperar pelo amadurecimento do senso estético.

 

 

 

 

SERVIÇO

Palestra com os estilistas da grife matohu

 Hiroyuki Horihata & Makiko Sekiguchi

Data:  20 de agosto

Horário: Das 13 às 15h

Local: IED – Istituto Europeo di Design: Rua Maranhão, 617 – Higienópolis

Inscrições antecipadas: info@fjsp.org.br   (enviar nome completo e telefone)

Palestra com tradução consecutiva

Sites

www.fjsp.org.br

www.ied.edu.br

www.matohu.com

Informações e contatos:

Fundação Japão – (11) 3141-0110

info@fjsp.org.br

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SOCIAL: BAILE ALLEGRO BAILE ALLEGRO – A promoter Beth Yajima realizou no dia 10 de junho, nas dependências da Associação Miyagui Kenjinkai, no bairro da Liberdade, tradicio...
COMUNIDADE/106 ANOS DA IMIGRAÇÃO JAPONESA: Bunkyo ...   Singelas, mas extremamente importantes. Assim, Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social) e Kenren (Federação...
Música: Kana se apresenta neste sábado no Teatro d... Em fase de finalização de seu novo CD, "Em Obras", a cantora e compositora Kana Aoki Nogueira faz show de pré-lançamento neste sábado (24), a partir d...
BELO HORIZONTE: Culinária é destaque na 6ª edição ... De 17 a 19 de fevereiro (sexta, sábado e domingo), Belo Horizonte receberá o 6º Festival do Japão em Minas. Desde 2012 que a capital mineira é palco d...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *