SÃO PAULO: Projeto do vereador Aurélio Nomura pode beneficiar lojistas

Projeto de Lei apresentado nom último dia 7 pelo vereador Aurélio Nomura, líder do governo na Câmara Municipal de São Paulo, pode beneficiar pequenos lojistas da cidade de São Paulo. O PL número 130/2017, que estabelece parâmetros para a implantação de jiraus (espécie de decks instalados no mezanino usado como depósito para estocar mercadorias) deve corrigir uma distorção que limita os pequenos lojistas, que necessitam de espaço para guardar suas mercadorias.

 

Projeto do vereador Aurélio Nomura pode beneficiar lojistas. Foto: divulgação

 

Segundo Nomura, hoje é  permitido aos varejistas ocupar, no máximo, o equivalente a 30% da área da loja para ser usado como jirau. “Pela legislação atual inclui a colocação de escadas que dá acesso ao local e também a instalação de equipamentos como ar condicionado. Na verdade, acaba ocorrendo uma perda muito grande e na maioria das vezes o espaço que sobra é insuficiente”, diz, explicando que seu projeto estabelece novos parâmetros ao aplicar coeficientes para o cálculo do tamanho do jirau, “mais condizentes e mais justos para os pequenos comerciantes”.

 

Ideia é alavancar a redução de redução de custos, possibilitando novos negócios, diz Aurélio Nomura. Foto: divulgação

 

Economia – Desta forma, a loja que tiver até 120m² pode dispor de 70% de jirau; enquanto acima de 400m² mantém os 30%.  “Da maneira como está hoje, limita muito o espaço, em especial os pequenos comerciantes, dificultando a sua capacidade para o depósito de mercadorias”, destaca Nomura, acrescentando que a maioria dos lojistas é obrigado a recorrer a depósitos extras, “geralmente longe do seu comércio, o que acaba acarretando em mão de obra e um custo maior”.

“A ideia, além de reduzir o esforço do comerciante de toda hora ter que ir ao depósito é estimular e alavancar ainda mais a redução de custos, possibilitando novos negócios”, conta, afirmando que “a cidade tem perdido muitos empreendimentos”. Segundo ele, esse ganho poderia ser investido na geração de empregos, por exemplo. “Mas a cidade precisa oferecer condições adequadas para isso”,  diz.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    Related Post

    KARAOKÊ: 15º Karaokê Taikai de Piracicaba reúne 30... No dia 3 de junho , foi realizado o 15º Karaokê Taikai de Piracicaba, no auditório do Centro Canagro “José Coral”, com a participação de cerca de 300 ...
    19º CONCERTO DE MÚSICA TRADICIONAL JAPONESA Onde: Pequeno Auditório do Bunkyo (Rua São Joaquim 381, 3º andar do Prédio Anexo, Liberdade) Dia 24/05/2015 Horário: 14h Ingresso: Entrada...
    COMUNIDADE: Hélio Nishimoto homenageia os 50 anos ...   Ao som da double guitar com as músicas japonesas “Okohida” e “Boojo” tocadas pelo músico Daniel Ruberti, aconteceu em 08 de novembro, Ato So...
    EMPRESAS: Brasil Kirin homenageia os 461 anos de S... Para presentear a maior cidade do país que completa 461 anos de fundação em janeiro,  a Itubaína, um dos refrigerantes mais tradicionais do país, ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *