TAIKÔ: 14º Festival Brasileiro deve reunir 45 equipes no Bunkyo

Em sua 14ª edição, o Festival Brasileiro de Taiko retorna ao palco do Grande Auditório do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), no bairro da Liberdade, em São Paulo, após três anos consecutivos no Cenforpe – Centro de Formação dos Profissionais da Educação – em São Bernardo do Campo. Realizado pela Associação Brasileira de Taiko (ABT), o evento acontece neste domingo (30), a partir das 8h30, com a participação de 45 equipes de 21 grupos nas categorias: Mirim (até 12 anos), Júnior (até 18 anos), Livre, Master, Especial e Odaiko (solo).

 

14º Festival Brasileiro de Taiko reúne 45 equipes em SP. Arquivo

 

Um das categorias mais aguardadas é a categoria Júnior, cujo campeão ganha o direito de representar o Brasil no Nippon Taiko Junior Contest, campeonato anual que acontece no Japão, evento que reúne os melhores grupos locais e que tem o Brasil e Taiwan como únicos países estrangeiros participantes, além da Argentina, que participa como convidada.

Em 2016, o representante brasileiro na competição foi o Genryu Daiko, de Capão Bonito, que ficou em quinto lugar. Até hoje, a melhor colocação obtida por um grupo brasileiro foi a terceira colocação do Hisho Daiko, em 2016.

Segundo o presidente da ABT, professor Ii-Sei Watanabe, o desempenho dos grupos brasileiros no “berço do taiko” é resultado do trabalho desenvolvido pela entidade. “Um trabalho iniciado em 2002, quando teve início a prática de taiko no país”, conta Watanabe, lembrando que em 2004 seria fundada a ABT.

Para Watanabe, um dos fundadores e também primeiro presidente da entidade nos primeiros quatro anos, um dos trabalhos desenvolvidos pela entidade que tem surtido resultado é o intercâmbio com o Japão através de parcerias com a Nippon Taiko Foundation, Nippon Zaidan e a Jica (Japan International Cooperation Agency), que acompanham e apoiam o desenvolvimento do taiko nacional. “Por sinal, este mês encerrou o contrato com o professor Toshiyassu Minowa, que já contabiliza 10 anos de idas e vindas desde sua primeira visita”, diz o vice-presidente Marcos Teruo Tanaka.

 

Em 2016, o título da categoria Júnior ficou com o Genryu Daiko, de Capão Bonito, que representou o
Brasil no Japão. Na foto, com o grupo Wakaba Taiko, de Curitiba, campeão na categoria Livre. Foto: arquivo

 

110 Anos – Atualmente, de acordo com o secretário Felipe Matsumoto, existem hoje no Brasil cerca de 200 grupos de taiko, sendo que 65 são filiados, totalizando cerca de 3 mil tocadores. “Devemos ter mais grupos, mas muitos ainda não se filiaram porque ainda não atingiram o nível mínimo para se apresentarem”, conta Watanabe, destacando que existem grupos em formação em cidades como Guatapará.

Para 2018, quando se comemoram os 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, a ABT pretende participar da festidade que está sendo organizada pela Comissão para Comemoração dos 110 Anos da Imigração Japonesa no Brasil com cerca de 600 tocadores. A apresentação já está marcada. Será no dia 21 de julho, no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, em São Paulo, como parte do 21º Festival do Japão realizado pelo Kenren (Federação das Associações de Províncias do Japão no Brasil).

Em 2008, nas comemorações do Centenário da Imigração Japonesa, a ABT conseguiu reunir cerca de 1200 tocadores para se apresentarem no Sambódromo paulistano. “Hoje o taiko está presente em todos os grandes eventos, sejam eles ligados a comunidade ou não”, destaca Marcos Tanaka, acrescentando que o taiko pode desevolver ainda mais nos próximos anos.

 

Felipe Matsumoto, Ii-Sei Watanabe e Marcos Teruo Tanaka. Foto: Aldo Shiguti

 

Participantes

Categoria Júnior: Ishindaiko (Londrina/PR), Mika Taiko (São Paulo/SP), Seishin Daiko (Dracena/SP), Hisho Daiko (Colônia Pinhal/SP), Wakaba Taiko (Curitiba/PR), Zenshin Daiko “A” (Cascavel/PR), Zenshin Daiko “B” (Cascavel/PR), Todoroki Daiko (Osasco/SP), Kotobuki Daiko (Paranavaí/PR), Dantai Fenix (Presidente Prudente/SP), Ryumei Wadaiko (Araçatuba/SP), Kouran Daiko (Suzano/SP).

Categoria Mirim: Mizuho Wadaiko (São Bernado do Campo), Ryubu Taiko (Ibiúna/SP), Wakaba Taiko (Curitiba/PR), Zenshin Daiko (Cascavel/PR), Todoroki Daiko (Osasco/SP), Aozora Daiko (Bragança Paulista/SP) e Kouran Daiko (Suzano/SP).

Categoria Master: Komyo (Rio de Janeiro/RJ), Hatsumi Wadaiko (São José do Rio Preto/SP), Wakaba Taiko (Curitiba/PR), Kouran Daiko (Suzano/SP).

Categoria Livre: Ishindaiko (Londrina/PR), Seishin Daiko (Suzano/SP), Hissho Daiko (Colônia Pinhal/SP), Hatsumi Wadaiko (São José do Rio Preto/SP), Seiryu Taiko (São Miguel Arcanjo/SP), Tenryuu Wadaiko (São Miguel Paulista/SP), Hikari Daiko “A” (Brasília), Hikari Daiko “B” (Brasília), Dantai Fênix (Presidente Prudente/SP), Ryumei Wadaiko (Araçatuba/SP) e Todoroki Daiko (Osasco/SP).

Categoria Especial: Genryu Wadaiko (Capão Bonito/SP), Wakaba Taiko (Curitiba/PR), Buenos Aires (Argentina).

Categoria Odaiko: Kleber Takahashi Morikawa (Ishindaiko/Londrina), Rafael Jun Morita (Ryubu Daiko/Ibiúna), Milene Hikari Watanabe (Genryu Taiko/Capão Bonito), Ederson Kazuo Nakahara (Hissho Daiko/Colônia Pinhal), Ceulindo Takayuki Kajiwara (Wakaba Taiko/Curitiba), Guilherme de Oliveira Tomishima (Dantai Fênix/Presidente Prudente), Igor Hiroshi Maciel Matsumoto (Ryumei Wadaiko/Araçatuba), Kaiky Massaki Valleta Kohigashi (Todoroki Daiko/Osasco).

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    14º Festival Brasileiro de Taikô

    Quando: Dia 30 de julho (domingo), a partir das 8h30 horas

    Onde: Grande Auditório do Bunkyo (Rua São Joaquim, 381 – Liberdade)

    Informações pelos telefones: 11/3341-1077

     

     

    Related Post

    KAREN ITO – SHOW DE 25 ANOS Uma das principais representantes da cultura japonesa no Brasil, Karen Ito comemora 25 anos de carreira e fará apresentação única em São Paulo. Sua...
    EXPO 2020: Comunidade nikkei manifesta apoio à can...   No dia 19 de setembro, uma comitiva com representantes de cinco entidades nipo-brasileiras esteve reunida com o prefeito Gilberto Kassab (PS...
    JOYA NO KANE: Templo Emyoji se despede de 2015 e d... No dia 31, o Templo Emyoji realiza uma antiga cerimônia japonesa para se despedir do ano que está terminando e celebrar a chegada do novo ano. Trata-s...
    ARTIGO: ‘Tivemos um ano de êxito na Assembleia Leg... Jooji Hato (*)   Caríssimos amigos e amigas do Jornal Nippak. Mais um ano se finda e aproveito a oportunidade para desejar a todos um Feliz...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *